Joinville - Nossos Prefeitos 1869-1903

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar

Joinville - Nossos Prefeitos 1869-1903 é uma maravilhosa obra da autora Elly Herkenhoff, que conta a história daqueles reconhecidos como prefeitos de Joinville. Este artigo tem a finalidade de apontar as incorreções presentes na obra. Antes, porém, o projeto Memória CVJ deseja externar a profunda gratidão a historiadores do passado que colocaram os primeiros degraus para que hoje pudéssemos continuar a subida.

Página 12

No livro

Artigo 168 da Constitução Federal de 1824

"Empossada a primeira Câmara Municipal, em sessão solene a 13 de janeiro de 1869, foi eleito Presidente pelos Vereadores reunidos, o cidadão João Adolfo Haltenhoff e Vice-Presidente o cidadão Frederico Lange, recaindo a escolha do Secretário no imigrante norueguês Ulrico Ulrichsen."

A Correção

O artigo 168 da Constitução Federal então vigente (de 1824) prescrevia que o vereador com mais votos automaticamente assumiria a presidência, sem necessidade de eleição interna para isso. De fato, a Ata da primeira Sessão Ordinária da Primeira Legislatura, até hoje em guarda do Arquivo Histórico de Joinville, silencia sobre qualquer escolha de seu presidente, e Haltenhoff já inicia a primeira sessão na condição de presidente da Câmara.[1]

Página 32

No livro

Falando sobre a 5ª Legislatura Monárquica, a obra informa que "Empossada a nova Câmara Municipal, a 7 de janeiro de 1883, foi eleito Presidente o Vereador mais votado, João Paulo Schmalz."

A Correção

João Paulo Schmalz recebeu 9 votos. Os mais votados em 1882 terminaram empatados com 12 votos cada, sendo eles Carlos Patzsch e José Celestino de Oliveira.[2] João Paulo Schmalz foi o primeiro presidente eleito após a vigência da Lei Saraiva, que inaugurou a eleição para presidentes de câmara municipais. Anteriormente, os presidentes automaticamente eram os vereadores com mais votos na eleições, a autora pode ter feito a suposição de que novamente o presidente teria sido o mais votado, o que nesse caso não aconteceu pela primeira vez na história da Câmara de Joinville.

Página 37

Registro de nascimento de Brüstlein.

No livro

Falando sobre a Frederico Brüstlein, a autora oferece a data de 25 de março de 1835 como a de nascimento dele.

A Correção

O registro de óbito religioso (luterano), informa que o nascimento se deu em 25 de setembro de 1835. Igualmente, uma fonte anexada pelo historiador Rafael José Nogueira no site Familyseach parece informar que realmente o mês é setembro, já que nas margens o mês está abreviado, mas termina com "bre", o que não combinaria com os meses de março ou maio.

Ver também

Outros artigos com Correções Históricas sobre a política de Joinville.




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Joinville - Nossos Prefeitos 1869-1903. Memória CVJ, 2023. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Joinville_-_Nossos_Prefeitos_1869-1903>. Acesso em: 17 de julho de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2023)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2023)

Referências

  1. Ata da Sessão Extraordinária de 13 de janeiro de 1869, em guarda do Arquivo Histórico de Joinville.
  2. Noticias Locaes - Eleição Municipal. Gazeta de Joinville, 5 de julho de 1982. Visitado em 12/04/2023