Albano Schulz

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Dr. Albano Schulz
Albano schulz.png
Foto: Livro Centenário de Joinville
Partido(s) UDN
Legislaturas
Assinatura Albano schulz assinatura.png

Em Joinville, Albano Schulz foi vereador e 1º secretário da 1ª Legislatura pós-Era Vargas.

Vereador

  • 1ª Legislatura (1947-1951): Em 1947, Albano Schulz obteve 504 votos pela UDN. Com isso, ele ingressou na 1ª Legislatura (1947-1951).[1] Schulz foi 1º secretário e membro da comissão de Viação e Obras Públicas.

Eleito, renunciou

  • 2ª Legislatura (1951-1955): Eleito em 1950 pela UDN, com 361 votos, Albano enviou ofício na sessão inaugural da legislatura, informando que renunciaava ao cargo de vereador. Albano estava à frente da SAJ (Sociedade Amigos de Joinville), que estava envolvida nas festividades do centenário de Joinville. Bernardo Tank, suplente do partido, foi convocado para assumir seu lugar.[2]

Informações Biográficas

Albano Schulz nasceu em 5 de abril de 1913 e era natural de Joinville.[3] Ele casou-se com Daura Carvalho Condeixa em 22 de novembro de 1938, no Rio de Janeiro.[4]

Albano formou-se em medicina no Rio de Janeiro, em 1938. [5] Ele tinha uma clínica na rua 3 de maio, nº 151, esquina com a rua Rio Branco. Em 1938 ele residia na rua Santos, 54.[6] Albano foi presidente da SAJ (Sociedade Amigos de Joinville), importante instituição que na ocasião do centenário tomou a liderança das festividades e promoveu a construção da praça da bandeira, monumento ao imigrante e construção do atual Ginásio Abel Schultz, que na ocasião serviu de pavilhão de exposições. Os primeiros seis semáforos de Joinville foram instalados a seu pedido, com a renda que sobrou da verba arrecadada para os festejos do centenário,[7] tornando a cidade pioneira no uso da sinalização elétrica do trânsito, no estado de Santa Catarina[8] Albano também foi membro da Comissão Municipal de Esportes para o biênio 1967-1969, durante o mandato do prefeito Nilson Bender.[9]

Albano Schulz faleceu em 21 de novembro de 1982, de um câncer pulmonar.[10]

Homenagens

Jornal O Estado, Edição de 11 de novembro de 1983
Magnifying glass 01.svg.png Ver artigo principal:'Protestos por Mudança de nome de Avenida

Em 1983 uma lei denominou como "Dr. Albano Schulz" uma avenida em Joinville, popularmente conhecida como Beira-Rio.[11] A mudança do nome da avenida gerou protestos na cidade. Em 1960, a via foi denominada "Avenida Brasil", depois alterada em 1977 para "Avenida Beira Rio". Os comerciantes não queriam alteração no nome outra vez porque isso acarretaria prejuízos pela necessidade de alterar correspondências, papelaria e documentação. Apesar do abaixo assinado que fizeram, o novo nome da avenida foi mantido.[12] Além disso, uma ala no hospital São José de Joinville recebeu o nome de "Conjunto Histórico Dr. Albano Schulz"[13].

Albano Schulz recebeu da Câmara o título de Cidadão Benemérito de Joinville.[14]

Vereadores da 1ª Legislatura
Ademar GarciaAfonso JahnAlbano SchulzAlfredo PasoldAlfredo ZimermannAlois Kahlhofer FilhoDavid Ernesto de OliveiraEdgar KleinFernando Nunes de SantanaFrancisco EberhardtFrederico TrappGustavo SchosslandHenrique Meyer JúniorHenrique Schneider Jr.Levino DresselManuel A. da Luz FontesPlácido Olímpio da Nóbrega de OliveiraRodrigo Oliveira LoboRolf João Max ColinXaver Arp Drolshagen




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Albano Schulz. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Albano_Schulz>. Acesso em: 24 de abril de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)

Referências

  1. Jornal de Joinville. Resultado Final das Eleições em Joinville. Edição de 06 de dezembro de 1947.
  2. Instalada, na Terça-Feira Última, a Nova Câmara Municipal de Joinville. Jornal de Joinville, 09 de fevereiro de 1951.
  3. Registro Civil - Joinville - Nascimentos - Abril 1913 a janeiro 1914. Familysearch. Visitado em 09/05/2023
  4. Registro Civil - Rio de Janeiro - Matrimônios - Junho 1938 a dezembro 1939. Familysearch. Visitado em 09/05/2023
  5. A Notícia. Edição 2860, de 19 de maio de 1938. Joinville.
  6. A Notícia. Edição 2887, de 14 de abril de 1938. Joinville.
  7. Clipagem sobre Albano Schulz, disponível no arquivo Histórico
  8. Bons Resultados da Sinalização Luminosa do Trânsito. A Notícia, 13 de novembro de 1952.
  9. Decreto Municipal nº 1688, de 18 de julho de 1967, disponível em http://leismunicipa.is/jrkfe
  10. Joinville - Registro de Óbito Nº 6174 - outubro de 1982 a fevereiro de 1984. Familysearch. Visitado em 09/05/2023
  11. Lei Municipal nº 1950, de 17 de outubro de 1983, disponível em http://leismunicipa.is/rgdkj
  12. O Estado, de Florianópolis. Em Joinville, Mudança do Nome de Rua Gera Série de Protestos. Edição de 11 de novembro de 1983.
  13. Lei Municipal nº 10.519, de 21 de março de 2002, disponível em http://leismunicipa.is/clfjr
  14. Apolinário Ternes; Herculano Vicenzi, H. Legislativo de Joinville - Subsídios para sua história. 2 Ed. Joinville: Editora Letra D'Água, 2006.