Heinz Schulz

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Heinz Schulz
Partido(s) UDN
Legislaturas

Em Joinville, Heinz Schulz foi vereador da 5ª Legislatura pós-Era Vargas.

Vereador

5ª Legislatura (1963-1967): Nas eleições de 1962, Heinz foi eleito vereador pela UDN com 881 votos.[1] Durante essa Legislatura ocorreu o golpe militar de 1964 e Heinz não consta como um dos signatários do Manifesto de 1964, uma mensagem da Câmara de Vereadores ao povo de Joinville, publicada um dia após o golpe e em apoio a ele.[2]

Antiga Sede da Metalúrgica Schulz

Informações Biográficas

Aluno do grupo Conselheiro Mafra, em Joinville, Heinz prestou os exames finais de 3º ano em 1936. Sua classificação foi de "simplesmente". As classificações costumavam ficar em aprovados com "distinção" (médias 10 ou 9), "plenamente" (8 ou 7) e "simplesmente" (6 ou 5).[3] Desportista, Heinz foi atleta de remo do Clube Náutico Cachoeira, constando como um dos campeões do Campeonato do Remo de 1954 em Joinville. Heinz remou em voga, ou seja, no primeiro assento, estabelecendo o ritmo.[4]

Heinz entraria para a história de Joinville não só por sua vereança, mas principalmente por seu empreededorismo. Bombeiro Voluntário e funcionário da Tupy como técnico metalúrgico, Heinz decidiu montar em casa uma pequena fundição para fornecer localmente primeiro utensílios domésticos, e depois, produtos da linha agrícola. Quando convidou um grupo de amigos para empreender com ele, Heinz aumentou o capital e fundou a Metalúrgica Schulz, bem conhecida empresa em Joinville.[5]

Homenagens

Por lei estadual advinda de projeto de lei do deputado Fernando Krelling, o elevado no entroncamento do acesso ao Distrito Industrial de Joinville, situado entre as Ruas Hans Dieter Schmidt e Edgar Meister, sobre a Rua Dona Francisca, recebeu o nome do finado vereador.[6]

Alem disso, uma rua no bairro Anita Garibaldi leva o nome do ex-vereador.

Vereadores da 5ª Legislatura
Antônio Vilmar CórdovaCaetano Évora da SilveiraCurt Alvino MonichÉdio FernandesEugênio BrüskeJacinto de Miranda CoutinhoJamel DippeGuilherme ZuegeHeinz SchulzKonrad KaesemodelMarcos Manoel MartinsNorberto SimmNilson Wilson BenderReinaldo Gomes de FrançaRaulino RosskampWilly SchosslandWittich Freitag




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Heinz Schulz. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Heinz_Schulz>. Acesso em: 22 de abril de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)

Referências

  1. UDN elegeu 5, PSD 3, PTB 3 e PRP 2 Representantes. A Notícia, 16 de outubro de 1962.
  2. Souza, Sirlei de. Ecos de Resistência na Desconstrução da Ordem: Uma Análise da "Revolução de 64" em Joinville. Orientador: Prof. Dr. Élio Cantalício Serpa. 1998. Dissertação (Mestrado) – Pós-Graduação em História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina.
  3. Grupo Escolar Conselheiro Mafra. A Notícia, 08 de dezembro de 1936. Visitado em 18/04/2022
  4. Notícias de Joinville. O Estado, de Florianópolis, 9 de novembro de 1954. Visitado em 18/04/2022
  5. PL/0304 3/2021. Projeto de Lei da Assembleia Legislativa - Alesc. Visitado em 18/04/2022
  6. Lei Estadual nº 18.342, de 20 de janeiro de 2022. Visitado em 18/04/2022