Wittich Freitag

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Wittich Freitag
Wittich freitag.png
Foto: NSC Total
Partido(s) PSD (1945)
Legislaturas 4ª e 5ª
Assinatura Assinatura do Deputado Wittich Freitag.jpeg

Em Joinville, Wittich Freitag foi vereador da e 5ª Legislatura pós-Era Vargas.

Vereador

Wittich Freitag em campanha em 1958. Ficou na suplência, mas foi convocado. (A Notícia, 18/9/1958)
  • 4ª Legislatura (1959-1962): Com o slogan "O Candidato sem paixões partidárias", Freitag fez 513 votos nas eleições de 1958, ficando na suplência.[1] Ele acabou sendo depois convocado a integrar a 4ª Legislatura.[2]
  • 5ª Legislatura (1963-1967): Nas eleições de 1962, Freitag foi eleito vereador pelo PSD com 2.482 votos.[3] Durante essa legislatura ocorreu o golpe militar de 1964 e Freitag foi um dos signatários do Manifesto de 1964, uma mensagem da Câmara de Vereadores ao povo de Joinville, publicada um dia após o golpe e em apoio a ele.[4]

Outros Mandatos

Prefeito

Freitag costuma ser lembrado pelos joinvilenses, de forma geral, como um prefeito acima da média.

  • Pelo PMDB, Freitag foi eleito prefeito de Joinville nas eleições de 1982, conseguindo 57.595 (0,49% dos votos válidos). Freitag fez mais votos que o segundo (Nilson Bender) e o terceiro (Luiz Gomes - Lula) mais votado juntos.[5]
  • Nas eleições de 1992, Freitag voltou a concorrer à prefeitura, dessa vez pelo PFL. Ele fez 68.282 votos no 1º turno (líder com 37,85% dos votos válidos). No 2º Turno Freitag derrotou Luiz Henrique, obtendo 91.765 votos (51,3% dos votos válidos)[5]

Deputado Estadual

12ª Legislatura (1991-1995): Nas eleições de 1990, pelo PFL, Freitag elegeu-se Deputado Estadual com 23.412 votos e foi 2º Vice-Presidente da Mesa Diretora no biênio (1991-1992).[6]

Informações Biográficas

Freitag nasceu em 7 de julho de 1922 e é natural de Blumanu-SC. Aos 17 anos, Freitag veio para Joinville e passou a trabalhar no comércio, vendendo eletrodomésticos. Em 1950, com outros sócios, Freitag criou a Consul, bem conhecida empresa de Joinville, atualmente Whirpool. Empreendedor, Freitag também criou em 1971 a Embraco, empresa que produzia compressores.

Nomeado pelo Governador Celso Ramos, Freitag presidiu a Empresa Sul Brasileira de Eletricidade S.A. (EMPRESUL), precursora da CELESC, de 1962 até 1964.

Eleito prefeito pelo PMDB em 1982, Freitag passou a desiludir-se com o partido em 1989, após a derrota nas urnas de seu sucessor em 1988. Parte de seu desapontamento derivou do alijamento do PMDB de Joinville dos cargos de primeiro escalão do governador Pedro Ivo Campos, em 1989.[7] Depois disso, Freitag sentiu-se hostilizado por peemedebistas, por declarações como a de Geovah Amarante, que disse que:

"Freitag não governou com o PMDB de Joinville, portanto não tinha o direito de cobrar o mesmo Pedro Ivo."

Freitag desafiou qualquer uma provar essa alegação, lembrando que seu secretariado era composto por peemedebistas. O nome do PFL passou a povoar a mente do ex-prefeito.[8] De fato, ele foi reeleito prefeito de Joinville em 1992, não pelo PMDB, mas pelo PFL.

Freitag veio a falecer em 16 de outubro de 1998.[6]

Homenagens

Freitag recebeu o título de "Cidadão Honorário de Joinville", durante a 12ª Legislatura, em 1995. Além disso, um pavilhão do Complexo Turístico EXPOVILLE, em Joinville, recebeu o nome de o Megacentro Prefeito Wittich Freitag, em 2016.[6] Ele foi membro honorário da Academia Joinvilense de Letras.[9]

Galeria de Imagens

Vereadores da 5ª Legislatura
Antônio Vilmar CórdovaCaetano Évora da SilveiraCurt Alvino MonichÉdio FernandesEugênio BrüskeJacinto de Miranda CoutinhoJamel DippeGuilherme ZuegeHeinz SchulzKonrad KaesemodelMarcos Manoel MartinsNorberto SimmNilson Wilson BenderReinaldo Gomes de FrançaRaulino RosskampWilly SchosslandWittich Freitag




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Wittich Freitag. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Wittich_Freitag>. Acesso em: 29 de maio de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)


Referências

  1. Jornal de Joinville Eleições de 3 de Outubro. Edição de 18 de dezembro de 1958.
  2. Empossados os Novos Vereadores de Joinville. A Notícia, 07 de fevereiro de 1963.
  3. UDN elegeu 5, PSD 3, PTB 3 e PRP 2 Representantes. A Notícia, 16 de outubro de 1962.
  4. Souza, Sirlei de. Ecos de Resistência na Desconstrução da Ordem: Uma Análise da "Revolução de 64" em Joinville. Orientador: Prof. Dr. Élio Cantalício Serpa. 1998. Dissertação (Mestrado) – Pós-Graduação em História do Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina.
  5. 5,0 5,1 Sistema de Histórico de Eleições, do TRE-SC
  6. 6,0 6,1 6,2 Memória Políticia de Santa Catarina. Wittich Freitag. Site:https://memoriapolitica.alesc.sc.gov.br/biografia/932-Wittich_Freitag. Visitado em 05/04/2022
  7. Freitag Deixa o PMDB e Talvez Até a Política. A Notícia, 22 de março de 1989.
  8. Freitag Não Muda de Ideia. A Notícia, 23 de março de 1989.
  9. Membros Honorários. Academia Joinvilense de Letras. Visitado em 25/04/2022