Durival Lopes Pereira

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Durival Lopes Pereira
Durival Lopes.jpg
Foto: quadro na CVJ
Partido(s) PDS
Legislaturas 9ª, 10ª e 11ª

Em Joinville, Durival Lopes Pereira foi vereador da 10ª e 11ª Legislaturas pós-Era Vargas.

Vereador

  • 9ª Legislatura (1977 a 1982): Fazendo 1.073 votos nas eleições de 1976, Durival terminou como suplente pela Arena.[1] Com a posterior saída de Nagib Zattar, eleito Deputado Estadual, Durival foi convocado a integrar a 9ª Legislatura.[2] Com o advento do pluripartidarismo, Durival manteve-se no PDS, partido herdeiro da Arena.[3]
  • 10ª Legislatura (1983 a 1988): Em 1982 ele foi eleito para a 10ª Legislatura pelo PDS com 1.641 votos (1,4% dos votos válidos), sendo o 14º vereador mais votado em Joinville naquelas eleições.[4]
  • 11ª Legislatura (1989 a 1992): Em 1988 ele foi reeleito para a 11ª Legislatura também pelo PDS com 1.154 votos (0,78% dos votos válidos), sendo o 22º vereador mais votado em Joinville naquelas eleições.[5]. Nessa mesma legislatura, ele foi Presidente da Câmara no biênio 1991/92. Durival foi um dos vereadores que promulgaram a primeira Lei Orgânica de Joinville, em 1990.

Homenagens

  • Uma ponte coberta no Quiriri (Pirabeiraba), leva o nome de "Vereador Durival Lopes Pereira". [6]
  • A ala A, que está no segundo piso da sede da Câmara de Vereadores de Joinville, também recebeu o nome desse vereador. [8]

Informações Biográficas

Durival integrou a Polícia do Exército (PE) e servia no Palácio do Catete em 1954, quando Getúlio Vargas se suicidou. Em entrevista cedida ao jornalista Herculano Vicenzi, Durival respondeu sobre a possibilidade do presidente ter sido assassinado. Durival descartava a hipótese. Ele disse que o presidente ficou reunido com ministros até que o último a sair, já às seis e meia, foi Nereu Ramos. Então Vargas ficou só com familiares e Durival não crê que estes matariam o presidente.

Durival ainda descreveu o clima tenso vivido no palácio, comentando que foram montadas trincheiras com sacos de areia ao redor do Catete. Após o suicídio de Vargas, ele disse que houve intensa comoção entre os serviçais, levando mulheres ao desmaio. Durival acompanhou a acomodação do corpo de Vargas no caixão e viu as redondezas do Catete ser inundada por pessoas que queriam ver o presidente. O serviço dos policiais foi intenso naqueles dias inquietantes, alguns chegaram a dormir nas trincheiras, de puro cansaço, mas Durival afirma que ele conseguiu se manter firme até o fim do funeral, quando foi dispensado. Sobre Vargas, Durival disse que ele fazia passeios matinais, quando papeava com os guardas sobre suas origens. Durival recordou que foi cumprimentado pelo presidente várias vezes.[9]

A Família de Durival é proprietária do Restaurante Serra Verde, em Pirabeiraba. Ele faleceu em 15 de agosto de 2019.[10]

Presidente da Câmara de Vereadores de Joinville
Precedido por
João Pessoa Machado
Presidente no biênio 1991/92 Sucedido por
Vilson João Renzetti
Vereadores da 9ª Legislatura
Aderbal Tavares LopesAdolar SchulzAmandos FinderArcelino Antônio PoffoArthur WolterCelso José PereiraCurt Alvino MonichDorival TrappDurival Lopes PereiraGuilherme ZuegeJaime Silvestre WiseJoão Gaspar RosaJoão Norberto Coelho NetoJosé de BorbaLidio Fidelis CorreaMarco Antônio PeixerNagib ZattarPlácido AlvesRaulino RosskampRolf ScholzRomeu Felipe BaumerValmor MaesWerner Willy Rosskamp
Vereadores da 10ª Legislatura
Alsione Gomes de OliveiraAmaro Joaquim AlvesArcelino Antônio PoffoArno KrellingCésar Condeixa CabralDurival Lopes PereiraEgon GieselHermínio KuntzeJoão Luiz SdrigottiJoão Pessoa MachadoJosé de BorbaLauro LorenziLiberato MarinelliMauro MouraNilson FrançaNestor WestruppOsmar SchoppingOsni Álvaro de OliveiraPaulino BerkenbrockRaulino RosskampSérgio de Souza Silva
Vereadores da 11ª Legislatura
Adelor VieiraAltair Carlos PereiraAymoré do RosárioDurival Lopes PereiraDécio KrellingEvilásio dos Santos JúniorHercílio RohrbacherJoão FachiniJoão Luiz SdrigottiJoão Pessoa MachadoLuiz Alberto Souza de CarvalhoNestor WestruppNivaldo CeolinNorival Raulino da SilvaOdir Nunes da SilvaPaulino BerkenbrockRenato Marcos LieblRoberto BisoniSilvio Antonio FortunatoSérgio de Souza SilvaTeresa Campregher MoreiraVilson João RenzettiWaldomiro Dordet




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Durival Lopes Pereira. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Durival_Lopes_Pereira>. Acesso em: 24 de abril de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)


Referências

  1. Relação dos Eleitos em Joinville para a Câmara Municipal. Jornal de Joinville, 19 de novembro de 1976.
  2. Ternes, A; Vicenzi, H. Legislativo de Joinville - Subsídios para sua história. 2 Ed. Joinville: Editora Letra D'Água, 2006. ISBN: 85-87648-09-8
  3. TRE-SC. Vereadores em Santa Catarina. Maio de 1981.
  4. Resultado de Eleições 1982 em Santa Catarina. Município: JOINVILLE. Site:http://www.tre-sc.jus.br/she/pages/consulta/resultado_cargo_geral_localidade.jsf
  5. Resultado de Eleições 1982 em Santa Catarina. Município: JOINVILLE. Site:http://www.tre-sc.jus.br/she/pages/consulta/resultado_cargo_geral_localidade.jsf
  6. Lei Municipal nº 9632, de 14 de junho de 2000, disponível em http://leismunicipa.is/irkea
  7. Decreto Legislativo nº 10, de 7 de julho de 2005. Visitado em 03/06/2022
  8. Resolução nº 7, de 5 de julho de 2006, disponível em http://leismunicipa.is/eirdk
  9. Herculano Vicenzi. Vereador Assistiu Tudo de Perto. A Notícia, 24 de agosto de 1989.
  10. Site da CVJ, Nota de pesar pelo falecimento de Durival Lopes Pereira, acessado em 15 de agosto de 2019, disponível em http://www.cvj.sc.gov.br/home/80-assuntos-gerais/4990-nota-de-pesar-pelo-falecimento-de-durival-lopes-pereira