Francisco Machado da Luz

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Francisco Machado da Luz
Partido(s) Partido Conservador (1837)
Legislatura 4ª legislatura Monárquica
Assinatura Francisco Machado da Luz assina.jpg

Em Joinville, o coronel Francisco Machado da Luz foi vereador da 1881-1883 - 4ª Legislatura Monárquica.

Vereador

  • 4ª Legislatura monárquica (1881-1883): Conquistando 96 votos no pleito de 1880, Francisco foi reeleito vereador pelo Partido Conservador.[1]

Eleições Perdidas

  • 1902 - 31 votos.[2]

Informações Biográficas

  • 1877: Machado da Luz esteve entre os que fizeram donativos para ajudar os enfermos de São Francisco do Sul, onde grassou uma epidemia de febre amarela. Ele contribuiu com 10 mil réis.[3]
  • 1881 - Eleito tesoureiro do Club Joinvillense.[4]
  • 1881 - 1º secretário do Club Joinvillense.[5]
  • 1886: Francisco Machado da Luz substituiu Carlos Lange no cargo de agente do Correio. Ficker (1965, p.324) relata simplesmente que Lange pediu demissão,[6] enquanto Raquel S.Thiago (1983, p.47) afirma que essa troca se deu pela preponderância política dos conservadores na ocasião, liderados pelo Visconde de Taunay.[7]
  • 1889: Francisco esteve entre os primeiros conservadores a aceitar a mudança de regime e aderir à república.[6]
  • 1893: Francisco contribuiu com 10 mil réis para as obras do Cemitério Católico, que ficaria na rua São José, entre as atuais avenida JK e rua Ministro Calógeras.[8]

Francisco Machado da Luz foi um dos três testamenteiros do Padre Carlos Boegershausen[9] e secretário da Sociedade de Amparo das Famílias.[10] Ele foi padrinho de uma das filhas de Victorino de Souza Bacellar.[11]

Família

A esposa de Francisco, Januária Gomes, era sobrinha de João Gomes de Oliveira pai, vereador no período da monarquia. Por isso ela é também prima de Procópio Gomes de Oliveira (Prefeito de Joinville) e João Gomes de Oliveira, filho, vereador por duas legislaturas no período republicano.

Vereadores da 4ª Legislatura Monárquica
Antônio SinkeCrispim de MiraFernando RognerFrancisco Machado da LuzFrederico JordanFrederico LangeJean BauerJoão Eugênio MoreiraHenrique LepperHenrique WalterLudolfo SchultzRudolfo KlattVictorino de Souza Bacellar




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Francisco Machado da Luz. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Francisco_Machado_da_Luz>. Acesso em: 24 de abril de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)


Referências

  1. Edital. Gazeta de Joinville, 6 de julho de 1880. Visitado em 20/01/2023
  2. Resultat der Munizipalwahl am 7 Dezember 1902. Kolonie Zeitung, 11 de dezembro de 1902.
  3. Annuncios Gazeta de Joinville, 2 de abril de 1878. Visitado em 22/11/2022
  4. Anncios. Gazeta de Joinville, 3 de agosto de 1881. Visitado em 12/07/2023
  5. Noticias Locaes. Gazeta de Joinville, 29 de novembro de 1882. Visitado em 31/08/2023
  6. 6,0 6,1 Ficker, Carlos. História de Joinville - Subsídios para a Crônica da Colônia Dona Francisca. Joinville: Impressora Ipiranga, 1965.
  7. S.Thiago, Eneida Raquel. Um Caso de Liderança Luso-Brasileira na Região de Joinville: Abdon Baptista. Orientador: Walter Fernando Piazza. 1983. Dissertação (Mestrado) – Pós-Graduação em História, UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Visitado em 25/10/2023
  8. Sessão Livre - Cemitério Catholico. Gazeta de Joinville, 1 de janeiro de 1893. Visitado em 08/02/2023
  9. Sociedade de Amigos de Joinville. Álbum do Centenário de Joinville. 1951. Curitiba: Gráf. Mundial.
  10. Commercio de Joinville, 1 de fevereiro de 1908. Visitado em 08/02/2023
  11. Joinville - Batismos, 1883 a 1886. Familysearch. Visitado em 16/02/2023