Frederico Lange

De Memória CVJ
Ir para navegação Ir para pesquisar
Frederico Lange
Frederico lange.png
Foto: acervo do Arquivo Histórico de Joinville
Partido(s) Partido Liberal (1831)
Legislatura 1ª, 2ª, 3ª e 4ª legislatura Monárquica
Assinatura Frederico lange assina.jpg

Em Joinville, Frederico Lange, também conhecido por Friedrich ou Fritz, foi vereador da , , e 4ª Legislatura Monárquica.

Vereador

1ª Legislatura monárquica (1869-1874): Fazendo 141 votos pelo Partido Liberal, Lange foi o 3º vereador mais votado nas eleições de 1868.[1] Em maio de 1872 Lange assumiu a vaga de juiz municipal e de órfãos, precisando se desincompatibilizar por deixar o cargo de vereador.[2] Reassumindo seu posto na Câmara posteriormente, Lange tornou-se presidente em 1873, quando Haltenhoff precisou renunciar ao cargo por motivo de doença.[3]

2ª Legislatura monárquica (1874-1877): Nas eleições de 1873, Frederico Lange foi eleito vereador com 145 votos, pelo partido Liberal.[4]

3ª Legislatura monárquica (1877-1881): Lange ficou na suplência, mas acabou sendo convocado durante algumas ocasiões. POr exemplo, assumiu o posto em 1877 devido a um processo judicial que suspendeu cinco vereadores por cerca de um mês.[5]

Magnifying glass 01.svg.png Ver artigo principal: Assembleia Legislativa Provincial versus Câmara de Joinville

Além disso foi convocado novamente na sessão de 7 de janeiro de 1878, quando Frederico Müller requereu licença.[6]


4ª Legislatura monárquica (1881-1883 ): Recebendo 87 votos em 1880, frederico foi reeleito vereador para o quarto mandato.[1]

Informações Biográficas

Lange em seu uniforme da Guarda Nacional. (Acervo do Arquivo Histórico de Joinville)

Vida na Europa

Frederico nasceu no ducado de Schleswig, era filho de um pastor e neto de um Coronel (Karl Friedrich von Lange). Na época em ele nasceu, o rei dinamarquês era o duque dos ducados de Schleswig e Holstein, mas ambos os ducados eram formalmente independentes em relação à Dinamarca, só compartilhando o mesmo soberano. Mas nos dias de Lange, a Dinamarca tentou anexar de vez os ducados e os germânicos que viviam neles não aceitaram e deflagraram a primeira Guerra dos Ducados (1848 a 1851), da qual Lange tomou parte ao lado dos alemães, que foram derrotados nessa primeira fase da guerra.[7]

A Guerra do Prata e vinda à Joinville

Findada a guerra com vantagem para a Dinamarca, muitos oficiais e soldados dos condados alemães, decepcionados, vieram parar em Joinville, mas Frederico decidiu buscar ocupação às ordens do exército imperial brasileiro, lutando na Guerra do Prata e estando em operação no Uruguai. A guerra terminou em 1852, com vitória para o Brasil e aliados, mas Lange deu baixa somente em 1855. Embolsando seu merecido soldo, ele decidiu voltar à Europa, mas antes fez uma visitinha ao seu irmão, Carl, que já estava vivendo na Colônia Dona Francisca desde 1852. Frederico viu a Colônia, gostou e ficou.[7]

O casal Elisa Müller e Frederico Lange. (Acervo de Antonio Pereira Figueira Júnior)

Outros fatos importantes

  • 1863 - Tornou-se inspetor da serraria do Príncipe, que ficava nas margens do rio Cubatão, na altura da confluência com o Rio da Prata.[7]
  • 1867 - Casou-se com Elisa Müller, irmã de Jacob Müller.[7]
  • 1878 - Fez um donativo para um fundo que angariava meios de dar alforria a Antonio Naro, um escravo que muito auxiliou os doentes durante uma pandemia febre amarela que grassou em São Francisco do Sul, entre 1877 e 1878.[8]
  • 1880 - Recebeu de Dom Pedro II a patente de major comandante da guarda nacional.[9]
Parte final da rua Frederico Lange, tendo ao fundo a Avenida Marquês de Olinda (Foto: Mauro Schlieck)

Frederico Lange no fim de sua vida

Frederico Lange terminou seus 62 anos de vida na tranquila Campo Alegre, em 1894, quando buscava chegar a São Bento do Sul.[10]

Homenagens

Uma rua sem saída no Costa e Silva, que sai da rua Rui Barbosa nas proximidades com a rótula do tecelão, leva o nome de rua Frederico Lange.

Galeria de Imagens

Presidente da Câmara Municipal de Joinville na Monarquia
Precedido por
Adolph Haltenhoff
Presidente em 1874 Sucedido por
Ottokar Dörffel
Vereadores da 1ª Legislatura Monárquica
Adolph HaltenhoffBenno von FrankenbergBernardo Poschaan Jr.Carlos MonichFrederico JordanFrederico LangeFrederico SchlemmJacob RichlinJean BauerLudovico von LaspergOttokar Dörffel
Vereadores da 2ª Legislatura Monárquica
Carlos KumlehnCarlos MonichCarlos PatzschFernando RognerFrederico SchlemmFrederico LangeJürgen JürgensenMathias BeigelOttokar DörffelRudolfo Klatt
Vereadores da 3ª Legislatura Monárquica
Augusto StockCarlos KumlehnCarlos MonichCarlos PatzschFernando RognerFrederico JordanFrederico HeerenFrederico LangeFrederico MuellerHenrique LepperHenrique WalterHermann August LepperMartin BächtoldOttokar Dörffel
Vereadores da 4ª Legislatura Monárquica
Antônio SinkeCrispim de MiraFernando RognerFrancisco Machado da LuzFrederico JordanFrederico LangeJean BauerJoão Eugênio MoreiraHenrique LepperHenrique WalterLudolfo SchultzRudolfo KlattVictorino de Souza Bacellar




Pesquisador: Patrik Roger Pinheiro - Historiador | Registro Profissional 181/SC

Como Citar
Referência

PINHEIRO, Patrik Roger. Biografia de Frederico Lange. Memória CVJ, 2024. Disponível em: <https://memoria.camara.joinville.br/index.php?title=Frederico_Lange>. Acesso em: 24 de abril de 2024.

Citação com autor incluído no texto

PINHEIRO (2024)

Citação com autor não incluído no texto

(PINHEIRO, 2024)

Referências

  1. 1,0 1,1 Ficker, Carlos. História de Joinville - Crônicas da Colônia Dona Francisca. 2 Ed. Joinville: Impressora Ipiranga, 1965. ISBN: 8578020197
  2. Ata da Sessão Ordinária de 13 de janeiro de 1869, em guarda do Arquivo Histórico de Joinville.
  3. Ata da Sessão Ordinária de 26 de março de 1873, em guarda do Arquivo Histórico de Joinville.
  4. Inland - Kolonie Dona Franziska. Kolonie Zeitung, de Joinville, 10 de maio de 1873.
  5. Noticias Locaes - Processo de Responsabilidade. Gazeta de Joinville, 2 de outubro de 1877.
  6. Ata da Sessão Ordinária de 7 de janeiro de 1878, em guarda do Arquivo Histórico de Joinville.
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 Lange, Francisco Lothar Paulo. Frederico Lange - História de um "Resmungão" da Legião Alemã de 1851 no Brasil. Curitiba: 1995.
  8. Annuncios - Lista de Pessoas que Contribuirão para a Libertação do escravo Antonio Naro. Gazeta de Joinville, 23 de julho de 1878. Visitado em 27/10/2022
  9. Noticias Locaes - Guarda Nacional. Gazeta de Joinville, 25 de maio de 1880.
  10. Herkenhoff, E. Nossos Prefeitos - 1869-1903. Joinville: Prefeitura de Joinville, 1984.
  11. 11,0 11,1 11,2 Acervo do Arquivo Histórico de Joinville